FECOMERCIÁRIOS CNTC União Geral dos Trabalhadores
Central de Atendimento: 15. 2102-7900
08-Mai-2018 11:10

1º de Maio Comerciário reivindica emprego, salário e direitos!

O movimento sindical comerciário do Estado de São Paulo realizou o primeiro Dia do Trabalho depois da vigência da reforma trabalhista com a aprovação de sete importantes reivindicações. Elas unificam os enfrentamentos dos nossos 71 sindicatos às reformas regressivas do governo federal.

Marcamos a data com reflexões, mas também com entretenimento, lazer e sorteios, inclusive de motos zero quilômetro doadas pela Federação. Parabenizo todo o nosso elenco federativo pela realização de mais um grande 1º de Maio. Este Dia do Trabalho foi o momento ideal para desmentirmos a nova legislação trabalhista, repudiarmos a reforma da Previdência e exigirmos a reavaliação da lei da terceirização da mão de obra.

Nas sedes, subsedes e nos clubes de campo nossos sindicatos demonstram que não esmoreceram diante das maldades da reforma trabalhista. Os milhares de trabalhadores e de trabalhadoras que participaram dos eventos reconheceram, mais uma vez, que o seu sindicato é de luta e está se contrapondo à reforma trabalhista com Convenções Coletivas e acordos vitoriosos, entre outras ações.

Sindicalização

Provou-se, também, a importância da sindicalização para contar com a proteção do sindicato e ter acesso para toda a família a serviços e benefícios onde o Estado deixa a desejar. O Dia do Trabalho do sindicalismo comerciário paulista reafirmou junto aos 2,7 milhões de trabalhadores que representamos no Estado o poder do nosso maior patrimônio, ou seja, a nossa unidade. Parabéns comerciários e comerciárias do Estado de São Paulo. 

Sete bandeiras

1) Anulação da reforma trabalhista.

2) Resistir à reforma por meio de negociações coletivas.

3) Arquivamento da reforma da Previdência.

4) Reavaliação da lei da terceirização da mão de obra.

5) Incrementar a sindicalização.

6) Lutar por empregos formais, salários dignos e garantia de direitos.

7) Exercer o voto consciente para renovar o Congresso Nacional.

Luiz Carlos Motta
Presidente da Fecomerciários