FECOMERCIÁRIOS CNTC União Geral dos Trabalhadores
Central de Atendimento: 15. 3212-7110
30-Ago-2019 10:10 - Atualizado em 31/08/2019 22:25
Solidariedade

Casa Transitória André Luiz pede doações à entidade

sindicato, comerciários, Sorocaba, federação, são paulo, Divulgação
Casa André LuizDivulgação
A Casa Transitória André Luiz, que atua em Sorocaba desde 1960 ajudando pessoas carentes, necessita de doações de móveis, roupas e qualquer objeto que possa ser vendido em sua loja e bazar, que funciona na entidade. Todas as peças precisam estar em bom estado ou novas. Toda a verba gerada com as vendas são usadas para custear os projetos sociais que são desenvolvidos pela casa, que fica na avenida Américo de Carvalho, 379, no Jardim Europa.

A vice-presidente da entidade, Cristina Bormann, disse que nos últimos meses as doações caíram bastante. Ela acredita que a crise na economia, o desemprego e o fato de as pessoas venderem, principalmente pela internet, móveis e objetos que não usam mais, têm contribuído para diminuir as doações para a entidade.

“Pedimos que quem puder colaborar faça doações para a Casa Transitória André Luiz, que atende adultos com patologias clínicas e crianças com dificuldades de aprendizagem”, diz.

Cristina afirma que a entidade conta com um caminhão para retirar as doações nas casas das pessoas, que podem ser de móveis, roupas, utensílios domésticos, telhas, material de construção e tudo que seja vendável e em bom estado.

“O que a gente não consegue vender é aproveitado na própria entidade. Qualquer pessoa pode ligar e agendar para a retirada das doações ou ainda trazer na própria entidade. A nossa loja e bazar também está aberta diariamente, de segunda a sexta, das 8h às 17h, e aos sábados das 8h às 12h, para quem quiser conhecer e fazer compras”, destaca.


Atendimentos
Segundo a vice-presidente da Casa Transitória André Luiz, a entidade atende atualmente cerca de 60 pessoas, entre homens e mulheres, que são encaminhadas por hospitais e pela rede municipal de saúde para que fiquem na entidade enquanto estão realizando tratamento médico.

São pessoas em situação de rua que geralmente não têm onde morar quando recebem alta hospitalar ou de alguma outra unidade de saúde, mas que ainda precisam de atendimento para diversas patologias clínicas. “Fornecemos alimentação, sendo cinco refeições por dia, medicamentos, atendimentos clínicos e de enfermagem, entre outros”, diz Cristina Bormann.

Além disso, a entidade também desenvolve o projeto Sophia, que atualmente atende 60 crianças por meio de um convênio com a Prefeitura de Sorocaba, na própria entidade, em contraturno escolar.

Segundo a coordenadora do projeto, Clara Maria Spiazzi, as crianças são atendidas por um conjunto de terapias de ação social, que inspiram a construção de estratégias de ensino e aprendizagem nas crianças que estão em defasagem no ensino por inúmeras questões, sejam elas emocionais, sociais ou neurológicas. “O projeto cuida de crianças com dificuldade de aprendizagem, com uma equipe de fonoaudiologia, psicologia e psicopedagogia”, diz.

Quem quiser conhecer a Casa Transitória André Luiz, fazer doações ou ligar para agendar a retirada de doações pode entrar em contato pelos telefones: 3221-1321, 3227-1230 ou 3202-5172.

Jornal Cruzeiro do Sul