FECOMERCIÁRIOS CNTC União Geral dos Trabalhadores
Central de Atendimento: 15. 2102-7900
02-Ago-2018 11:17 - Atualizado em 02/08/2018 11:34
Voto

Eleições 2018

São 1.144.938 eleitores do Estado que já baixaram o aplicativo e-título, documento digital que dispensa a impressão da segunda via do título de eleitor. A versão digital no smartphone também poderá ser usada para votar nas eleições 2018. O e-título é um aplicativo da Justiça Eleitoral que disponibiliza os dados do eleitor, como número do título, local de votação, entre outros, na tela do celular. O aplicativo foi criado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o órgão disse que não possui a quantidade de e-títulos baixados por municípios, mas somente por Estados e os dados nacionais. Segundo o TSE, em todo o País já foram mais de 4.539.399 downloads. 

De acordo com o TSE, o eleitor que já fez a biometria pode apresentar apenas o e-título na hora de votar, porque o aplicativo mostrará a foto dele. O eleitor que ainda não fez a biometria também poderá usar o e-título para votar, mas terá que apresentar um documento com foto. 

Para ter a versão digital do título de eleitor (e-título), o eleitor deve baixar o aplicativo, que está disponível para iPhone (iOS), smartphones (Android) e tablets. O aplicativo apresenta informações como dados da zona eleitoral do usuário e a situação cadastral do eleitor em tempo real. Após baixá-lo, basta que o eleitor insira seus dados pessoais. 

O TSE desta que é importante preencher os dados pessoais exatamente como eles estão registrados no Cadastro Eleitoral, pois, na hora de digitar os dados no aplicativo, se houver preenchimento de alguma informação em discordância com aquela lançada no documento original, o sistema não validará o cadastro. Portanto, é preciso estar atento na hora de digitar os dados no aplicativo. 

Segundo o TSE, o aplicativo foi atualizado esta semana e, a partir de agora, também permite ao eleitor emitir a certidão de quitação eleitoral, além da certidão de crimes eleitorais. Essas certidões são emitidas por meio do QR Code, o que possibilita a leitura pelo próprio celular.

Jornal Cruzeiro do Sul