FECOMERCIÁRIOS CNTC União Geral dos Trabalhadores
Central de Atendimento: 15. 3212-7110
16-Jul-2020 08:46 - Atualizado em 01/08/2020 09:52
Saída do Comitê

Entidades de Sorocaba deixam o Comitê de Estudos da Retomada Gradual da Atividade Econômica

Entidades de Sorocaba deixam o Comitê de Estudos da Retomada Gradual da Atividade Econômica

- Motivação é em decorrência das propostas não analisadas e estruturação que perdeu seus objetivos -

A Associação dos Arquitetos e Engenheiros de Sorocaba (AEAS), Associação Comercial, CIESP Sorocaba e o Sincomerciários deixaram de fazer parte do Comitê de Estudos da Retomada Gradual da Atividade Econômica, regido pela Prefeitura Municipal.

As entidades entregaram um manifesto à prefeita Jaqueline Coutinho, ressaltando que diversas propostas enviadas não foram analisadas, que a estrutura do Comitê perdeu o seu objetivo ao longo da pandemia e que não recebem as informações, bem como as estratégias previstas, para que possam repassar aos seus associados. Além disso, não são incluídas em processos decisórios de relevância do enfrentamento da Covid-19.

Conforme o documento entregue, “As pautas não estão sendo definidas com os objetivos da Prefeitura manifestados pela Presidência do Comitê. Não somos meros espectadores nem temos propensão para papéis figurativos. Não é nossa função cumprir ritual de formalização de presença e mera aprovação de atas ou muito menos sermos usados pura e simplesmente como meio de manobra de interesses políticos como se tem sido observado com a presença de membros do legislativo. Estes não fazem parte do grupo ou poder de decisão”.

O documento ainda diz: “Não há que se falar em pandemia sem considerar os reflexos à economia da cidade e seu setor produtivo. As entidades entendem pela necessidade de uma atuação conjunta com o Comitê Gestor da Crise, uma vez que e essa integração jamais ocorreu, não tendo as entidades recebido informação alguma acerca das decisões ou linhas de análise com vistas a definições futuras, evidenciando-se a falta de planejamento e liderança ao se traçar uma estratégia definitiva no enfrentamento dessa crise”.

Vale ressaltar que, juntas, as entidades representam mais de 15 mil empresas, que geram cerca de 50 mil empregos diretos e correspondem a 15% do PIB de Sorocaba. 

Assessoria de Imprensa