FECOMERCIÁRIOS CNTC União Geral dos Trabalhadores
Central de Atendimento: 15. 3212-7110
08-Mar-2012 00:00 - Atualizado em 15/02/2017 11:52

Evento aprova diretrizes da mulher comerciária

,
A bancada feminina do Sincomerciários Sorocaba esteve presente no evento realizado no centro de Lazer dos Comerciários, em Praia grande, no último dia 8, em comemoração do Dia Internacional da Mulher, onde as mulheres comerciárias aprovaram por unanimidade o documento "Mulher Valorizada, Comerciária Fortalecida: mulheres e homens unidos por reconhecimento e igualdade". O documento vai dar as diretrizes da mulher comerciária até março de 2013, segundo o presidente da Federação, Luiz Carlos Motta, e a coordenadora geral do evento, Maria Augusta C. dos Santos Marques, a Lia, presidente do Sincomerciários de Votuporanga.

As propostas, que serão apresentadas ao Congresso Nacional, estão assentadas em três pilares:

1) Redução da jornada de trabalho para 40 horas
2) Regulamentação da profissão de comerciário
3) Aprovação imediata da Convenção 156 da OIT

Tais itens somam-se aos que já haviam sido sinalizados pela categoria no ato da criação da Secretaria da Mulher:

1. Reconhecimento e igualdade de gênero;
2. Desenvolvimento de lei contra as discriminações
3. Campanhas de conscientização sobre os direitos sociais e econômicos;
4. Políticas públicas que permitam conciliação entre trabalho, família e lazer;
5. Acesso a cursos gratuitos de educação e formação;
6. Emprego e igualdade salarial;
7. Licença maternidade de 180 dias;
8. Creches e escolas;
9. Tratamento médico especializado e gratuito;
10. Responsabilidade pública e penal frente ao maltrato, violência e assédios moral e sexual;
11. Estimular a presença da mulher na política e nos Sindicatos para organizar a luta das trabalhadoras.

Durante a discussão do trabalho em grupo, foram apresentadas pelas participantes as propostas adicionais:

1. Regulamentação da terceirização dos empregos;
2. Não aprovação da consulta do SPS SERASA para a contratação de trabalhadores;
3. Orientação sexual nas escolas por profissionais capacitados, adequada à faixa etária;
4. Combate aos preconceitos: obesidade, idade, orientação sexual, gênero, etnia etc.;
5. Combate ao bullying organizacional;
6. Igualdade na licença-paternidade;
7. Creches funcionando em horários flexíveis e períodos diferenciados, por exemplo, à noite, fins de semana e final do ano;
8. Obrigatoriedade das empresas adotarem ginástica laboral;
9. Tratamento específico para famílias com filhos "especiais" e/ou com "dependentes químicos";
10. Melhorar as condições de trabalho para as gestantes e ampliar a licença-maternidade para um período de até um ano após o nascimento do bebê;
11. Funcionamento da Delegacia da Mulher por 24 horas em todos os municípios;
12. Obrigatoriedade de planos de saúde para todos os trabalhadores

Foram também apresentadas algumas reivindicações que foram adequadas às atividades sindicais:

1. Promover igualdade no número de contratações entre homens e mulheres;
2. Que todas as empresas sejam obrigadas a participar da lei de cotas e promover a contratação de pessoas com deficiência, negros e jovens trabalhadores, extensivos aos Sindicatos;
3. Evitar que os contratos de trabalhos sejam elaborados com itens que dão margem ao desvio ou múltipla função;
4. Um número maior de folgas aos domingos e feriados para mulheres com compromissos familiares;
5. O valor de convênio médico para trabalhadores aposentados deverá ser o mesmo que pagava na empresa ou proporcional ao salário, e sem as perdas dos direitos adquiridos, principalmente em relação às internações hospitalares;
6. Obrigatoriedade de igualdade no número de mulheres e homens, e, pessoas com deficiência na diretoria dos Sindicatos;
7. Bolsas de estudo para os trabalhadores e filhos dos trabalhadores comerciários.

Fecomerciários c/ A. I. Sincomerciários Sorocaba