FECOMERCIÁRIOS CNTC União Geral dos Trabalhadores
Central de Atendimento: 15. 2102-7900
22-Nov-2018 08:56 - Atualizado em 22/11/2018 09:56
Pró-Ouvir

Novembro Laranja: campanha chama a atenção para distúrbios auditivos

Mês também conscientiza quanto à prevenção do zumbido, misofonia e hiperacusia.

O mês de novembro também chama a atenção da população para os cuidados com a audição. A campanha faz uso da cor laranja para levantar a bandeira do diagnóstico precoce, prevenção e tratamento do zumbido, da misofonia e da hiperacusia, doenças auditivas que, além de atrapalhar a capacidade de ouvir, causam transtornos relacionados à saúde, como dificuldades de sono, convivência social, depressão, dentre muitos outros.

O zumbido é caracterizado pela sensação de ouvir um apito, chiado ou qualquer tipo de som que não existe externamente, como explica Dra. Vanessa Gardini, fonoaudióloga da Pró-Ouvir Aparelhos Auditivos, de Sorocaba (SP). “O sintoma é considerado o terceiro problema mais debilitante que pode acometer o ser humano, atrás apenas da dor e de tonturas intensas, pois impede a vida normal e, em alguns casos, pode levar as pessoas a tomarem atitudes drásticas, na tentativa de tentar minimizar o incômodo”, comenta.

Já, a misofonia é a reação emocional a determinados sons, como a mastigação, ruídos repetitivos, gotas de água pingando, dentre outros. “Quem sofre com misofonia tem verdadeira aversão a esses sons, podendo reagir agressivamente, ou entrar em pânico, ao ouvir o estímulo que desencadeia o quadro”, frisa.

Semelhante à misofonia, a hiperacusia é uma sensibilidade exagerada aos sons, que torna doloroso ouvir, sobretudo, os agudos ou de potência elevada. Para quem sofre de hiperacusia, sons comuns, como o barulho do talher no prato, podem causar reações de irritabilidade e dor. “Muitos pacientes começam evitam sair de casa, devido aos barulhos ambientais” aponta Dra. Vanessa.

Ao saber reconhecer os sinais de distúrbios auditivos, são maiores as chances de a pessoa procurar atendimento especializado. “Qualquer anormalidade, como as destacadas pela campanha Novembro Laranja, além de outros sinais, como dificuldades para escutar, dores de ouvido e tonturas precisam ser investigados por profissionais da área de fonoaudiologia e otorrinolaringologia, para que as causas sejam rapidamente identificadas e tratadas, a fim de eliminar, ou minimizar, os sintomas”, aconselha.

Durante a consulta, o especialista irá analisar os sintomas e solicitar exames, como a audiometria e impedanciometria, que identificam possíveis alterações, como a perda auditiva. Com o diagnóstico em mãos, é possível direcionar o tratamento, que pode envolver o uso de medicamentos ou a adaptação de aparelhos auditivos, se necessário.

“A prevenção aos problemas auditivos é possível, com a adoção de hábitos saudáveis de vida e cuidados com o excesso de ruídos ambientais e fones de ouvido” conclui a fonoaudióloga.

A Pró-Ouvir Aparelhos Auditivos está localizada na Rua Dr. Arthur Gomes, 552, Centro, Sorocaba (SP). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3231-6776.

undefined, Novembro Laranja: campanha chama a atenção para distúrbios auditivos
1/1
undefined

 

 

Imprensa Sincomerciários